Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

maio 11, 2021

© iStock

Sete passos para ajudar alguém que sofre de ansiedade


A verdade é que todos nós já sentimos ansiedade em algum momento, contudo devemos ter muita atenção quando este sentimento é excessivo e regular, e sobretudo quando impacta e limita as nossas ações no dia-a-dia.

Anúncios

Igualmente devemos estar alerta em relação às pessoas que nos rodeiam e se necessário conseguir ajudar alguém que esteja sofrendo de ansiedade, conforme explica um artigo publicado no site dos Laboratórios NIAM.

Se por um lado existe a ansiedade dita ‘normal’, por outro lado, existe um tipo de ansiedade patológica que domina os indivíduos afetados. Esta condição causa transtornos na saúde e tanto na vida pessoal, como na vida profissional.

Sendo que muitas pessoas que sofrem de ansiedade patológica, experienciam

dificuldades em lidar com a família, em manter relações sociais e problemas associados à performance no trabalho. Além, de vivenciarem

alterações no seu padrão de sono e no apetite.

Veja, segundo os Laboratórios NIAM, sete dicas para a apoiar alguém que sofre de ansiedade crônica:

  • Ler einformar-se sobre o que é a ansiedade, quais os seus diferentes tipos e quais os transtornos a ela associados. Tal é relevante para que identifique corretamente o problema, além de entender a sua gravidade e saber como abordá-lo.
  • Ser sensível e cuidadoso na forma como comunica com essa pessoa, evitando expressões banais como ‘se anime!’, ‘vai ficar melhor’, ou outras expressões que transmitam a ideia de que sair de um quadro de ansiedade é algo fácil e voluntário.
  • Não encarar a ansiedade com preconceito enão julgar

    quem dela sofre. Para que o outro não se feche, esconda o que sente e não procure qualquer tipo de ajuda.

  • Mostrarapoio incondicional, ainda que possa não entender as causas da ansiedade do amigo ou familiar.
  • Ser paciente e não pressionar a pessoa ao ponto dela sentir que procura instigá-la a ficar melhor de um momento para o outro. Essa urgência pode agravar ainda mais a ansiedade
  • .Ser capaz de ter umaconversa genuína

    com essa pessoa, para que se sinta à vontade para explicar o que sente.

  • Planejar atividadescom a pessoa, fazendo com que se divirta ou relaxe.

Também pode aconselhar a pessoa que sofre de ansiedade para que procure a ajuda de um profissional médico.

As informações são do Notícias ao Minuto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais posts de Saúde

E-mail: Jornal Liberdade,