Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

março 2, 2021

© Reuters

Covas pede desculpas a Boulos após ataques de aliado tucano


O prefeito e candidato à reeleição em São Paulo, Bruno Covas (PSDB), pediu desculpas ao rival Guilherme Boulos (PSOL) após uma declaração polêmica feita na terça-feira (17/11) pelo aliado Ricardo Tripoli, tucano ex-deputado federal.

Anúncios

Tripoli acompanhou o prefeito em uma agenda de campanha no Sindicato Nacional dos Aposentados, no centro da capital paulista. Covas e Tripoli estavam sentados em uma mesa no auditório da entidade, onde discursaram a sindicalistas.

Enquanto Covas evitou mencionar Boulos em sua fala, Tripoli atacou o adversário. Uma das frases foi polêmica. “O adversário [de Covas] mata a mãe para ir ao baile de órfãos para poder entrar. Imagine a agressividade que esse sujeito tem”, disse Tripoli.

Guilherme Boulos (PSOL) e Bruno Covas (PSDB) participam de primeiro debate do 2º turno pela Prefeitura de São Paulo Kelly Queiroz/Divulgação CNN Brasil

Após repercussão da frase, Covas contatou Boulos e pediu desculpas.

“O prefeito Bruno Covas classifica como inaceitável e desrespeitosa a declaração feita hoje pelo ex-deputado Ricardo Tripoli sobre o candidato Guilherme Boulos”, afirmou a campanha do tucano em nota. “Atitudes como essa não contribuem para o processo democrático.”

No fim da tarde desta terça-feira, no ato em que o PT oficializou o apoio à sua candidatura, Boulos disse que as afirmações de Tripoli são um sinal de desespero da campanha do PSDB, depois do desempenho nas urnas.

“O Bruno Covas achou que a eleição estava ganha. Percebeu que os resultados não foram bem assim. E parece até que se desesperou. Está atuando de forma raivosa”, afirmou.

“Hoje eu vi um assessor direto da campanha dele, ex-deputado do PSDB, que fez ofensas agressivas, gratuitas, pessoais a meu respeito. Parece que bateu um certo desespero lá.”

Boulos confirmou ter sido procurado por Covas após o episódio. “O Bruno não me ligou, ele mandou uma mensagem para mim via WhatsApp se desculpando pela declaração”, afirmou ao ser questionado sobre o tema.

Pela manhã, Tripoli disse ainda que, enquanto “Bruno visitava os bailes da terceira idade com a avó dele, dona Lila Covas”, Boulos é “filho de pai rico, viveu de mesada a vida inteira, foi para a periferia, mas nunca foi da periferia”.

“Ele tem boas roupas, vai a bons restaurantes”, disse Tripoli, enquanto era ouvido por Covas, que não interrompeu o aliado, nem criticou a fala quando chegou sua vez de falar.

Tripoli também tentou ligar o PSOL ao PT. Segundo o ex-deputado, “todos os que estão no PSOL antes estavam no PT”.

“Estão fazendo uma lavagem de partido? O Lula está apoiando [Boulos], todo mundo está apoiando”, afirmou. “Não dá para deixar.”

As informações são do Folhapress.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Política

E-mail: Jornal Liberdade,