Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

outubro 16, 2021

© Vivien Doherty Ludovice/Tv Brasília

Abertura de processo de impeachment será “inevitável”, diz Marcelo Ramos


O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), usou as redes sociais, no início da tarde de terça-feira (7/9), para se manifestar contra atos antidemocráticos presentes nas manifestações a favor do governo. Ramos criticou o presidente Jair Bolsonaro por encabeçar a pauta dos protestos que inclui o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF). Para o vice da Câmara, a participação de Bolsonaro na programação dá motivação suficiente para a abertura de um processo de impeachment do presidente.

“Não tenho dúvidas de que qualquer ato de violência contra o Congresso ou o STF em ato que teve a participação do Presidente da República tornará inevitável a abertura do processo de impeachment”, disse Ramos, por meio da sua conta no Twitter.

Após o tradicional desfile de Dia da Independência, hoje pela manhã, Bolsonaro realizou discurso inflamado aos seus apoiadores, presentes no evento em Brasília, palco principal das manifestações. Na ocasião, o presidente voltou a tentar criar tensão entre os poderes.

“Não mais aceitaremos que qualquer autoridade, usando a força do Poder, passe por cima da nossa constituição. Não mais aceitaremos qualquer ação que venha de fora das quatro linhas da constituição. Não podemos continuar aceitando que uma pessoa específica, da região dos Três Poderes, continue barbarizando a nossa população. Não podemos aceitar mais prisões políticas. Ou o chefe desse poder enquadra o seu, ou esse poder pode sofrer aquilo que não queremos”, afirmou Bolsonaro, referindo-se ao ministro do STF, Alexandre de Moraes.

A possibilidade de abertura de impeachment já tem sido discutida por presidentes de partidos. Ainda no início desta tarde, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, convocou reunião da direção do partido para discutir o tema, diante das “gravíssimas declarações do presidente da República no dia de hoje”.

Marcelo Ramos não foi o único a se manifestar contra atos antidemocráticos nas manifestações. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e governadores de vários estados também utilizaram as redes sociais para opinar. O presidente Bolsonaro realizará novo discurso, às 16h, dessa vez em São Paulo onde também ocorrem as manifestações pró-governo.

Com informações do Correio braziliense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais posts de Política

E-mail: Jornal Liberdade,