Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

Câmbio: Dólar R$ 4,08 / Euro R$ 4,52

setembro 15, 2019

© Reprodução

MA: Agente penitenciário confessa ter matado professora por conta de dívida


O agente penitenciário Márcio Jorge Lago Marques confessou, à polícia, ter matado a professora Rosiane Costa, 45 anos. Márcio Lago foi preso em uma bar na Avenida Litorânea, na terça-feira (21/05).

Durante depoimento, ele disse que a motivação do crime foi uma dívida no valor de R$ 2.500 mil. Imagens das câmeras de viodeomonitoramento da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) foram fundamentais para a identificação do autor do crime.

Segundo a polícia, Márcio Jorge Lago mantinha um relacionamento com a vítima a aproximadamente dois anos, mas tinha uma dívida que ele não tinha conseguido pagar.

O agente penitenciário teria convidado Rosiane Costa para sua casa para conversarem. A intenção dele era fazer a professora desistir da dívida, mas como não conseguiu ele resolveu matá-la. Rosiane Costa foi morta ainda na residência do acusado com um golpe conhecido como “mata leão” e teve seu corpo jogado em uma área da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). O agente disse, ainda, que jogou o corpo da vítima no local, porque iria buscar a esposa em um hospital próximo a região.

Entenda o caso

Foto: Reprodução

Rosiane Costa tinha 45 anos e era professora municipal em um povoado chamado Itamatatiua, em Alcântara, na região metropolitana, mas morava em São Luís, no bairro São Cristóvão. Ela também não era casada e não tinha filhos.

No dia 13 de maio, Rosiane foi encontrada morta ao lado da TV Universitária, que fica dentro do Campus do Bacanga da UFMA, em São Luís. No local do crime, os peritos encontraram Rosiane com o vestido rasgado e com marcas de agressão nos olhos e na boca. Segundo os investigadores, há fortes indícios de que ela foi espancada até a morte.

Central de noticias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Polícia

E-mail: Jornal Liberdade,