Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

Câmbio: Dólar R$ 4,12 / Euro R$ 4,53

outubro 14, 2019

© Ricardo Botelho/Especial para o Metrópoles

Deputado Luis Miranda, alvo de chantagem, é acusado de aplicar golpes


Três dias após o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) protagonizar ação na qual a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu um homem que o extorquia, o parlamentar voltou ao noticiário. Em reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo, veiculada na noite deste domingo (08/09), o congressista é acusado de aplicar uma série de golpes para lesar investidores. A matéria televisiva seria justamente o pivô da chantagem sofrida por Miranda que levou à prisão Daniel Luís Mogendorff, 35 anos, na noite de quinta-feira (05/09).

Conforme revelou o jornal Metrópoles, Mogendorff, que tem passaporte alemão e mora em Israel, vinha mantendo contato com o parlamentar há pelo menos um mês. Nas conversas, ele exigia R$ 760 mil em troca da promessa de cessar publicações produzidas por um grupo de youtubers que atacava o político do DF nas redes sociais. O valor, segundo o chantagista, também serviria para barrar uma reportagem no Fantástico, uma vez que ele alegava ter influência sobre a equipe da atração dominical.

Até então, não se sabia o teor da matéria. Contudo, a denúncia publicada no Fantástico mostra uma série de vídeos nos quais o parlamentar, que era empresário e morava em Miami (EUA) na época da campanha de 2018, prometia rendimentos astronômicos, sem esforço, a seus seguidores nas redes sociais.

Testemunhas contaram, em depoimento ao Fantástico, ter perdido milhares de reais. A equipe de reportagem do programa conversou com 25 pessoas. Um dos entrevistados contabiliza prejuízo de R$ 150 mil. “Minha surpresa é que, de tudo que ele prometeu, nada aconteceu”, diz o homem.

Uma das aplicações dadas como certas por Luis Miranda em vídeos no YouTube era no sistema de Tax Lien, uma espécie de certificado de penhor em condados dos Estados Unidos.

Em outros vídeos, ele pede para que investidores sejam sócios dele em fundos de investimentos e negócios de compra e venda de carros. Ele ainda vendia cursos on-line para ensinar as pessoas a ganharem dinheiro.

Nas gravações, ele dizia que um investimento de US$ 5 mil poderia ter rendimentos entre 18% e 24%, dependendo da região, ou até mesmo resultar na aquisição de um imóvel. Há, ainda, postagens nas quais ele apresenta maneiras de lucrar 100% “sem sair de casa”: “Isso, sim, é negócio, gente”, diz o deputado.

Um ex-funcionário de Luis Miranda o acusou, na reportagem do Fantástico, de ter maquiado números para lesar investidores. Segundo o homem, o hoje deputado ficava com o dinheiro alheio para bancar um estilo de “vida luxuoso”.

O parlamentar ficou sabendo da reportagem há cerca de 40 dias e alegou sofrer chantagem para que a publicação não ocorresse. Ao Metrópoles, o deputado Luis Miranda se diz vítima de perseguição e negou ter lesado os investidores.

Segundo o congressista, ele mantinha um negócio de locação de veículos nos Estados Unidos e os denunciantes querem prejudicá-lo. Em um dos casos, afirmou, a denunciante “locou um carro por um mês, mas como a família queria voltar ao Brasil, generosamente cancelei o aluguel sem multa e devolvi o dinheiro”.

Sobre o ex-funcionário que também o denunciou, o deputado alegou que se trata de uma tentativa de ferir a imagem dele. Segundo Luis Miranda, ele realizou um boletim de ocorrência contra o rapaz pelo furto de US$ 300 mil da empresa do parlamentar nos Estados Unidos “no momento em que somente ele tinha a chave e eu já estava aqui no Brasil”.

As informações são do Metrópoles.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Polícia

E-mail: Jornal Liberdade,