Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

novembro 22, 2019

Foto: Reprodução/ Facebook

Acusado de matar namorada em ‘teste de fidelidade’ vai a novo julgamento em Rondônia


O acusado de matar e ocultar o cadáver da namorada, a adolescente de 17 anos Jéssica Moreira Hernandes, irá a júri popular na próxima quarta-feira. O crime aconteceu em abril de 2017, em Cerejeiras, Rondonia, no Norte do país.

Ismael José da Silva matou a namorada após “um teste de fidelidade” que ele preparou com o primo, Diego de Sá Parente. Durante o “teste”, o primo de Ismael disse a Jéssica que tinha provas de que Ismael a traía, porém, só entregaria se ela confessasse que também enganava Ismael. Jéssica afirmou e pediu a Diego as provas contra o namorado. Neste momento, Ismael entrou no cômodo da casa onde os dois estavam e acertou um golpe de barra de ferro na cabeça de Jéssica, que desmaiou. Antes que recuperasse a consciência, Ismael esfaqueou a jovem.

De acordo com a polícia, Ismael e Diego ocultaram o cadáver de Jéssica. A adolescente foi encontrada morta no dia 24 de abril de 2017. Ela ficou desaparecida por quatro dias, após sair de casa de bicicleta.

A dupla foi julgada no ano passado. Ismael foi absolvido do homicídio e considerado culpado por ocultação de cadáver, e o primo Diego foi condenado pelos dois crimes. Após o julgamento, o Ministério Público de Rondônia (MP-RO) e as defesas dos réus entraram com recurso contra as penas e em júri popular, Ismael foi condenado a um ano de reclusão, em regime aberto. Já Diego foi sentenciado à pena de 19 anos de reclusão, em regime fechado e ao pagamento de 10 dias-multa.

As informações são do Extra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Polícia

E-mail: Jornal Liberdade,