Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

CÂMBIO: Dólar Comercial R$ 5,29 / Euro R$ 6,27

agosto 6, 2020

© Reprodução

Ossos de ‘gigante’ do século III encontrados choca arqueólogos; foto


Pesquisadores encontraram os restos de um homem que seria classificado como gigante quando viveu no século III d.C., segundo reportagem do tabloide Express. A descoberta aconteceu próximo de Roma, na Itália. 

Booking.com

A grande raridade do achado se deve ao fato de, atualmente, o gigantismo ser encontrado só em três pessoas a cada milhão de habitantes. A condição começa na infância, quando uma disfunção da glândula pituitária causa crescimento anormal. Trata-se do primeiro caso, no Império Romano, que se acredita claramente apresentar essa perturbação, afirma Simona Minozzi, paleontologista da Universidade de Pisa (Itália).

O esqueleto de 1,8 metro, em uma época em que a média de altura nos homens era 1,5 metro, havia sido encontrado em 1991 em uma escavação na necrópole de Fidenae, um território indiretamente administrado por Roma.

Porém, foi somente após a constatação do tamanho anormal do esqueleto que os ossos foram enviados para análise por uma equipe liderada por Minozzi, que constatou o gigantismo em um estudo publicado pelo Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism.

A razão da morte do homem, que tinha entre 16 e 20 anos, permanece desconhecida, mas podia ter estado conectada com problemas relacionados ao gigantismo, como doenças cardiovasculares ou problemas respiratórios, explica Minozzi. Portanto, a arqueóloga considera que este homem tenha atraído atenção e interesse com sua altura incomum na época.

As informações são do Meio Norte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Mundo

E-mail: Jornal Liberdade,