Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

setembro 27, 2020

© Reprodução

“Meu marido fazia sexo com outra enquanto eu dava à luz”, diz jovem


A história de Emily Griffiths começou como um conto de fadas, ainda na adolescência. Aos 16 anos, ela teve seu primeiro emprego, em uma rede de fast food, e se encantou pelo seu gerente, James. Para a alegria da britânica, hoje com 27 anos, o sentimento foi correspondido e virou namoro, casamento e gravidez. Ela só não contava que viveria uma história de traição daquelas.

Ellen e James se casaram em 2015, depois de 6 anos de namoro. E ela descobriu uma traição dele logo depois de dar à luz filho do casal

“Meu marido fazia sexo com outra enquanto estava dando à luz nosso filho”, diz Emily ao The Sun. A mulher, de Cambridgeshire, na Inglaterra, deu todos os detalhes do romance com James e da traição dele.

Do namoro ao sonho de construir uma família

Segundo Emily, encontrar James no trabalho era a razão pela qual ela saia de casa todos os dias. “Engraçado e charmoso, James era exatamente meu tipo e sabia que gostava dele mais do que como amigo. Quando ele me convidou para sair, fiquei nas nuvens”, lembra a mulher. 

O encontro virou namoro e, depois de seis anos, eles se casaram. A britânica já era mãe, mas ela e James começaram a planejar aumentar a família e, para sua surpresa, um mês após dizer “sim” a James, ela estava grávida dele. 

A primeira bomba na relação

Emily diz que a reação do marido sobre a gravidez foi ótima, entretanto, cinco meses depois veio a primeira bomba no relacionamento. Segundo ela, James disse que estava confuso e que não sabia se queria mais aquilo. 

A britânica diz que ficou devastada, afinal, a mudança de postura do marido veio “do nada” e quando eles ainda eram recém-casados. Os dois, então decidiram passar um tempo separados, mas, segundo Emily, James pediu para voltar um mês depois.

Nesse momento, eles decidiram tentar mais uma vez, mas seguir em casas separadas até o nascimento do filho do casal. “Não foi fácil, mas tempo e espaço era o que a gente precisava e, aos poucos, as coisas voltaram para o lugar”, detalha Emily. 

Traição na hora do parto

Entetanto, as coisas não estavam tão bem assim. Em novembro daquele ano, 2015, James decidiu fazer uma viagem com os amigos. Emily concordou, apenas pediu que o marido mantivesse o telefone ligado o tempo todo, já que estava entrando na reta final da gravidez . 

Dias após a partida dele, a mulher se sentiu mal e precisou fazer um parto às pressas. Ela conta que tentou ligar diversas vezes o marido e ele não atendeu e que também deixou recados na caixa postal, dizendo que estava em trabalho de parto. 

Sem respostas ou qualquer contato, ela deu à luz Ethan sozinha e a criança, prematura, logo teve de ser levada à UTI. 

Quando Emily finalmente conseguiu falar com James ao telefone, apenas comentou: “Você é papai”. E essa foi a resposta dele: “Desculpe, eu estava com outra mulher”. 

A britânica diz ao jornal que derrubou o telefone nesse momento, incrédula. “Estava na cama de um hospital enquanto James estava fazendo sexo com outra. Tinha acabado de passar por um parto traumático, nosso filho estava lutando pela vida. Como ele pode fazer isso?”, comenta a mulher. 

Mais uma chance

Apesar de toda a dor, Emily conta que não podia separar pai e filho. James voltou da tal viagem eles foram juntos ao hospital visitar Ethan todos os dias. O bebê teve alta duas semanas após o nascimento. 

Segundo Emily, ele se disse  arrependido e pediu mais uma chance. “Nós estamos juntos pelo amor que sentimos pelo nosso bebê, mas estou lutando para superar a traição “, finaliza.

As informações são do IG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Mundo

E-mail: Joshua Silva,