Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

outubro 21, 2019

© Reprodução

Iraniana que se fantasia de Angelina Jolie é presa por ‘blasfêmia e corrupção moral’


A maquiadora e influencer iraniana Sahar Tabar, de 22 anos, que enganou muita gente dizendo ter feito procedimentos cirúrgicos para ficar parecida com Angelina Jolie, foi presa sob a acusação de “corrupção moral”, segundo a agência local Tasnim.

Este slideshow necessita de JavaScript.

De acordo com autoridades do Irã, a jovem cometeu blasfêmia, praticou crime cultural, incitou a violência, teve ganhos financeiros por meios impróprios, insultou o código de vestimenta do país e incentivou jovens a praticar a corrupção.

O crime de blasfêmia é passível de punição com a pena de morte. Os que escapam da pena capital, podem ser condenados a pelo menos 5 anos de prisão.

Não foi informado onde Sahar está sendo mantida. Suspeita-se que ela tenha sido levada a penitenciária de Evin, nos arredores da capital, Teerã, que é considerada uma das piores prisões do país. O local é insalubre e abriga histórias de tortura, estupro e execuções.

No ano passado, fotos postadas no Instagram deixaram muitos internautas boquiabertos. Nas redes sociais, Sahar foi chamada de “Angelina zumbi” e “Noiva Cadáver”, mas a sua aparência era fruto de edição de imagens e maquiagem.

A iraniana descreveu suas fotos como “manifestação artística”. Ela foi denunciada à Justiça por internautas. Sahar se junta a uma longa lista de influenciadores iranianos online e blogueiros de moda – na maioria, mulheres – que infringiram a lei, fortemente marcada por valores islâmicos.

O Instagram é a única grande mídia social permitida no Irã. Facebook, Telegram e Twitter são proibidos. A conta de Sahar foi excluída do Instagram.

As informações são do Extra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Mundo

E-mail: Jornal Liberdade,