© Shutterstock

Coreia do Norte confirma casos de Covid pela 1ª vez e fala em ‘grave emergência nacional’


A Coreia do Norte confirmou de forma oficial nesta quinta-feira (12), ainda noite de quarta (11) no Brasil, os primeiros casos de Covid-19 no país desde o começo da pandemia.

A mídia estatal KCNA informou que as autoridades detectaram um surto ligado à subvariante BA.2 da ômicron, cepa mais transmissível do coronavírus e responsável por grandes picos da doença em muitos países no começo deste ano.

De acordo com a agência Reuters, a ditadura já fala em um quadro de “grave emergência nacional” e o líder Kim Jong-un determinou medidas de isolamento de parte da população.

Em junho passado, dois dias depois de ter afirmado à OMS (Organização Mundial da Saúde) que não havia casos de Covid-19 na Coreia do Norte, o ditador demitiu vários membros da elite do Partido dos Trabalhadores devido a um “grave incidente” relacionado ao coronavírus, “o que criou uma grande crise para o segurança do país e de seu povo”.

Desde o começo da pandemia, a Coreia do Norte, já então considerado o país mais fechado do mundo, isolou-se ainda mais, proibindo todas as viagens internacionais, inclusive para as vizinhas China e Rússia, e restringindo as domésticas.

O objetivo era evitar que a entrada do coronavírus agravasse ainda mais a já abalada situação humanitária do país, embora seja quase impossível verificar a afirmação, feita pelo governo, de que os norte-coreanos estivessem livres de contaminação.

As informações são do Folhapress