Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

outubro 16, 2021

Bêbado ‘desaparece’ e acaba se juntando às buscas por ele mesmo


Um homem identificado como Beyhan Mutlu, de 50 anos, protagonizou uma situação inusitada na Turquia. De acordo com informações, ele saiu para o trabalho do distrito de Inegöl, na província de Bursa e ao voltar foi dado como desaparecido. Seus familiares perderam contato com ele, e um dos motivos foi porque Mutlu havia bebido além da conta.

Anúncios
Booking.com

O curioso é que, ainda bêbado, o homem encontrou um grupo de pessoas na volta para casa que ajudavam autoridades locais a localizar um homem que estava desaparecido. Mutlu então decidiu se juntar a eles na busca. Foi um pouco mais tarde que Mutlu descobriu que os esforços que ele estava fazendo com os amigos na procura de um homem junto aos socorristas, era para na busca dele mesmo.

“Sou eu”, gritou ele ao ouvir o grupo de busca chamar por “Beyhan Mutlu”. “Sou um operário de construção em Inegöl. Vim para Çayyaka para trabalhar em uma construção. Tomei uns drinques com alguns amigos. Deixei eles por volta das 2 da manhã”, explicou Mutlu ao jornal turco Daily Sabah. 

O homem disse que ficou hospedado na casa de um dos amigos perto do canteiro de obras, decidindo dormir em uma das vilas. Como um dos seus amigos não conseguia encontrá-lo, informou as autoridades sobre o seu “desaparecimento”. 

Como o homem trocou de telefone recentemente, a Gendarmaria, força militar da Turquia, não conseguia fazer ligações para ele. “Acordei por volta das 5h da manhã e pensei que havia um acidente na estrada. Vi o grupo de busca procurando um desaparecido e também fui procurá-lo”. “Basicamente, estou pagando pelos erros dos meus amigos. O que aconteceu parece uma piada”, lamenta o homem, agora sóbrio.

Depois que foi encontrado e prestou depoimento, as autoridades levaram Mutlu seguro para casa. De acordo com a BBC, não está claro se ele recebeu alguma multa, já que as autoridades não mediram esforços e recursos para encontrar um desaparecido que, na verdade, estava debaixo de seus narizes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais posts de Mundo

E-mail: Jornal Liberdade,