Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

outubro 16, 2021

© Reprodução

Pedreiro é preso sob suspeita de matar mulher e concretar o corpo em parede


A Polícia Civil de Santos prendeu um pedreiro de 56 anos, suspeito de matar uma jovem e ter escondido o corpo dela com concreto em uma parede. Ele teria confessado o crime, de acordo com a Polícia Civil. O suspeito apontou a participação de um outro homem, de 35 anos, que também foi preso.

Anúncios

A estudante Joice Maria da Gloria Rodrigues, 25, estava desaparecida desde o dia 27 de setembro, quando deixou sua casa em São Vicente (70 km de SP). Familiares haviam registrado um boletim de ocorrência há uma semana relatando o desaparecimento.

Policiais civis passaram a buscar por informações que pudessem levar ao paradeiro de Joice. Durante as investigações, os agentes conseguiram a informação de que a jovem esteve em uma obra nas proximidades de onde ela morava, onde teria se encontrado com um pedreiro. A distância entre a obra e a casa da vítima é de aproximadamente 400 metros.

Localizado, o homem foi questionado pelos policiais e confirmou ter se encontrado com Joice até às 21h15 do dia 27 de setembro, mesmo dia do desaparecimento. Segundo a Polícia Civil, o pedreiro contou ter mantido relações sexuais com a jovem e utilizado drogas. Depois disso, ela teria deixado o local, segundo o pedreiro.

Os policiais também localizaram o responsável pela obra, que relatou que a mulher, até então desaparecida, comparecia esporadicamente para conversar com o pedreiro, mas que não sabia onde ela poderia estar.

Durante uma primeira vistoria no local, os policiais civis localizaram “pinos plásticos vazios, comumente usados para acondicionar cocaína, além de uma sacola com calcinhas na parte superior da edificação em construção, os quais foram apreendidos”.

Desconfiados, os investigadores indagaram o responsável pela obra de possíveis áreas recém-concretadas no imóvel.

O responsável teria ficado desconfiado de um local que estava com o acabamento por fazer. Após desferir um único golpe no ponto, ele teria sentido o forte cheiro do corpo em decomposição.

Acionados, os policiais civis foram até a obra e derrubaram parte da parede. Ali, com ajuda do Corpo de Bombeiros, localizaram o corpo de Joice, que estava nu, com uma camiseta preta enrolada no pescoço.

Na sequência, os policiais seguiram até a casa do pedreiro, que foi localizado e confessou o crime, de acordo com a Polícia Civil. “Ele confessou ter matado a vítima estrangulada com uma camiseta, depois de ter mantido relações sexuais com ela”, diz trecho de nota emitida pela delegacia especializada.

Com informações do Folhapress. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais posts de Justiça

E-mail: Jornal Liberdade,