Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

junho 22, 2021

© Pixabay (Imagem ilustrativa)

Conmebol anuncia suspensão da Copa América na Argentina


A Conmebol anunciou na noite deste domingo (30) que a Copa América está suspensa. O torneio seria realizado na Argentina, mas o avanço da pandemia de Covid-19 no país obrigou a entidade a tomar essa decisão.

A competição estava prevista para começar em 11 de junho. A atual edição era para ter sido realizada no ano passado, mas acabou adiada em um ano também em razão da expansão do coronavírus.

“A Conmebol informa que pelas presentes circunstâncias decidiu suspender a organização da Copa América na Argentina. A Conmebol analisa a oferta de outros países que manifestaram interesse em sediar o torneio continental”, disse a confederação em comunicado nas redes sociais.

Momentos antes do anúncio da suspensão, o ministro do Interior da Argentina, Wado de Pedro, adiantou que o país deixaria de ser a sede do torneio devido à situação da pandemia. “Estamos muito preocupados não apenas com Buenos Aires, mas com as outras capitais que seriam sede do torneio e que estão com uma situação epidemiológica complicada.”

Não está descartado o cancelamento da competição. O conselho da entidade vai se reunir de forma emergencial nesta segunda (31), às 9h (de Brasília), para decidir o futuro do campeonato.

Esse foi mais um revés para a Conmebol, que tinha como ideia inicial fazer a competição tanto na Argentina quanto na Colômbia.

As coisas começaram a degringolar no último dia 20 de maio, quando a entidade anunciou a retirada da Colômbia como sede.
A seleção brasileira, inclusive, faria sua estreia na Copa América contra a Venezuela, em solo colombiano, no dia 14.

A Conmebol havia chegado à conclusão de que o país, agitado por protestos sociais há semanas, não reunia condições de receber as partidas do torneio.

A decisão foi anunciada um dia depois de uma grande manifestação contrária à Copa América, em Bogotá. “Se não há paz, não há futebol”, dizia a frase exibida em cartazes e também pichada nas paredes do estádio El Campín, um dos campos que receberia jogos do torneio.

A Colômbia vive um ambiente de acentuada tensão social, com protestos contra uma reforma tributária proposta pelo governo.

A repressão policial teve momentos pesados, e os conflitos resultaram em dezenas de mortos.

Informações Folhapress.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais posts de Esportes

E-mail: Jornal Liberdade,