© Letícia Gasparini / Agência O Globo

Chefe de Gabinete do TCM colide em três carros na Zona Sul do Rio


Marcia Beatriz Lins Izidoro, que, segundo a polícia, é a chefe de gabinete do Tribunal de Contas do Município do Rio (TCM), bateu em três carros na Zona Sul do Rio, no fim da noite desta quinta-feira. O primeiro acidente ocorreu na Rua Bambina, em Botafogo, e os outros dois na Rua Jardim Botânico, no Jardim Botânico. Ninguém ficou ferido.

De acordo com a polícia, inicialmente, pensou-se que se tratava de um sequestro. Isso porque, ao bater no primeiro veículo, Marcia discutiu com dono do carro, que foi tirar satisfações. Ao verem a cena, pessoas que passavam pela rua imaginaram que se tratava de uma tentativa de sequestro e chamaram os policiais.

Uma viatura da PM começou a perseguir o carro de Marcia, que só parou no Jardim Botânico, após bater em dois veículos. Policiais então abordaram a motorista e a conduziram até a 10ª DP (Botafogo), para prestar esclarecimentos.

Na delegacia, dois motoristas registraram queixa. Um deles foi o economista Leonardo Targino Marques Padro, de 40 anos. Ele contou que, ao passar pelo sinal da Rua Lopes Quintas, no Jardim Botânico, o carro de Marcia bateu na frente do veículo dele.

Quando eu passava pela esquina da Rua Lopes Quintas com a Rua Jardim Botânico, vi uma luz branca. Logo em seguida, um veículo avançou o sinal vermelho e bateu na frente do meu carro. A motorista não parou. Ela só freou o carro no sinal da Jardim Botânico com a Rua Pacheco Leão, acredito que porque o airbag abriu. Nesse momento, policiais a cercaram e pediram para ela sair do carro. Ela saiu meio cambaleando contou Leonardo.

Ele disse ainda, que se a colisão fosse um pouco mais para trás do carro, ele podia ter se machucado.

Pensei logo no meu filho pequeno, de 1 ano e dois meses. O que seria dele se ocorresse algo comigo? Foi um grande susto completou Leonardo, que acrescentou que Marcia se comprometeu a cobrir o prejuízo que causou no carro dele.

Marcia foi levada ao Instituto Médico-Legal para fazer um exame de alcoolemia, segundo a polícia. O resultado ainda não foi divulgado.

Agência o Globo.