© Lúcio Bernardo Jr. / Agência Brasília

Quer trabalhar com corte e costura ou em lanchonete? Há vagas no DF


As agências do trabalhador do Distrito Federal oferecem, nesta quinta-feira (21/10), 331 vagas de emprego. As profissões com mais oportunidades são: açougueiro (37), auxiliar operacional de logística (100), operador de empilhadeira (20), pedreiro (15), pintor de obras (15) e vendedor pracista (32). Para essas áreas, os salários variam entre R$ 1,1 mil e R$ 1,8 mil, mais benefícios.

Anúncios
Booking.com

Confira aqui todas as vagas do dia.

No setor gastronômico, há 13 oportunidades para atendente de lanchonete, auxiliar de cozinha, chapista de lanchonete, churrasqueiro, padeiro, pizzaiolo, sommelier e sushiman. A maioria dos contratantes pede profissionais de nível médio de escolaridade. Os salários variam entre R$ 1,1 mil e R$ 2,1 mil mais benefícios.

Também há 15 oportunidades para costureiras. Somente duas delas precisam de experiência na área. As demais pedem, apenas, ensino fundamental. Os salários oferecidos ficam entre R$ 1.214 e R$ 1,7 mil, mais benefícios. Ainda na área de confecção, há uma vaga para cortador e outra para bordador à máquina, com remunerações de R$ 1,7 mil e R$ 1,2 mil, respectivamente.

Para se candidatar a qualquer uma das vagas, há dois caminhos: presencial, indo a uma das 14 agências do trabalhador, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; ou pelo aplicativo Sine Fácil. Mesmo que o candidato não se encaixe em um dos perfis das vagas disponibilizadas no dia, o sistema poderá cruzar informações e encontrar uma oportunidade de acordo com as especificações do currículo.

Empreendedores que desejam buscar profissionais também podem utilizar os serviços das agências do trabalhador. Além do cadastro de vagas, é possível usar os espaços físicos para seleção dos candidatos encaminhados. Para isso, basta acessar o site da Secretaria do Trabalho.

A secretaria também disponibiliza o telefone (61) 99209 – 1135 para atendimento em caso de dúvidas referentes a qualquer um dos serviços prestados pela pasta, responsável pelas agências do trabalhador.

Com informações da Agência Brasília.