Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

fevereiro 21, 2020

Bruno Rocha / Estadão Conteúdo / 26.11.2019

Professores irão cruzar os braços contra Reforma da Previdência


Os professores da rede estadual de São Paulo irão cruzar os braços na próxima semana contra a proposta de Reforma da Previdência, enviada pelo governador João Doria (PSDB) à Assembleia Legislativa.

A paralisação das atividades dos docentes irá ocorrer na próxima terça-feira, dia 3, data em que o projeto de lei deve entrar na pauta de votações da Assembleia Legislativa de São Paulo.

Adecisão de greve ocorreu durante assembleia realizada na tarde da terça-feira (26/11). Na ocasião, policiais, professores e outros servidores públicos protestaram contra trechos da Reforma da Previdência em frente à Alesp, na zona sul da capital paulista.

“Essa reforma é imprescindível para o estado. A previsão do governo é de uma economia de R$32 bilhões em 10 anos”, argumentou Doria. A medida está contemplada em uma Proposta de Emenda à Constituição do Estado e em um Projeto de Lei Complementar de Reforma da Previdência do Estado de São Paulo.

Os projetos são similares à Reforma Federal ao instituir a fixação de idade mínima para se aposentar, respeito ao teto do Regime Geral da Previdência Social para cálculo dos benefícios, novas regras para pensão por morte e contribuição de 14% para servidores inativos. Serão mantidas regras especiais para professores, policiais e pessoas com deficiência. Também haverá regras de transição para servidores que já ingressaram no funcionalismo estadual.

As informações são do R7.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Brasil

E-mail: Joshua Silva,