Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

outubro 16, 2021

© iStock

Pastora acusada de cobrar vaga em culto: “Convertida para a obra de Deus”


A pastora Renalida Carvalho, da pastoral regional da catedral IPTM, da Paraíba, tem sofrido críticas nas redes sociais, por outros pastores e até na TV, por conta da suposta prática de pedir dinheiro em troca de oração e de cobrar por vagas em cultos. Na noite de quarta-feira (15/9), a pastora divulgou uma nota assinada pelos advogados Igor Guimarães Lima e Jaollyson Guedes Resende em que rebate as acusações alegando que “jamais se utilizou da fé e da crença religiosa do indivíduo para enganar outrem e auferir vantagem patrimonial”. O texto também indica que buscará “responsabilização criminal” do Pastor Anderson Silva. A nota está disponível na íntegra no fim desta matéria.

O pastor Anderson Silva é um dos que criticaram as ações de Renalida Carvalho. Após a publicação da nota da pastora, o homem escreveu em uma rede social: “Segundo o entendimento de muitos magistrados no país, a pessoa comete estelionato da fé, usa o nome de Deus para campanhas e votos do PIX e quer criar narrativa judicial! Somente um juiz sem bom senso para levar essa mulher a sério”.

O caso ganhou mais repercussão ainda nesta quarta após o apresentador Bruno Pereira fazer um longo desabafo contra as ações da pastora durante o programa Tribuna Livre, da TV Arapuan, afiliada da Rede TV! da Paraíba. “A gente precisa pagar dízimo para os verdadeiros homens que levam a verdadeira palavra de Cristo, mas não podemos pagar ingresso para “ouvir” a palavra de Deus!” declarou o apresentador nas redes sociais após o programa.

Pelas redes sociais de Pereira, internautas também criticaram Renalida. “Uma vez eu queria ir no culto dela me cobraram 70 reais 1 dia e 100 os dois dias. Não fui nem um nem outro, pq pra ouvir a palavra de Deus ou pra falar com ele até dentro da minha própria casa eu busco”, comentou uma seguidora.

Comentário
Comentário(foto: Reprodução)

O Correio tentou entrar em contato com a assessoria da pastora Renalida, porém não foi atendido. O espaço segue aberto para futuros posicionamentos.

Leia a nota de esclarecimento de Renalida na íntegra:

Com informações de Ronayre Nunes / Correio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais posts de Brasil

E-mail: Jornal Liberdade,