Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

abril 16, 2021

© Pablo Jacob / Agência O Globo

‘Há lealdades maiores do que as pessoais’, diz Moro em rede social


Horas após prestar depoimento à Polícia Federal, onde apresentou novas provas contra o presidenteJair Bolsonaro, o ex-juiz Sergio Moro se manifestou através de um post em uma de suas redes socias: “Há lealdades maiores do que as pessoais”, diz a publicação no Twitter de Moro, publicada na manhã deste domingo. O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública acusa Bolsonaro de atuar no sentido de intervir diretamente na PF. 

EM BREVE O MELHOR CARTÃO DE NEGÓCIOS DO BRASIL.

EM BREVE O MELHOR CARTÃO DE NEGÓCIOS DO BRASIL.

Moro prestou depoimento neste sábado por mais de oito horas na sede da superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. A oitiva foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, que supervisiona as investigações. O inquérito aberto pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, investiga o teor do discurso de Moro ao se despedir do cargo de ministro da Justiça, no dia 24 de abril, quando acusou Bolsonaro de tentar interferir indevidamente na PF. 

O objetivo da investigação é apontar se Bolsonaro cometeu crime, como disse Moro, e também se o ex-ministro disse a verdade ou acusou o presidente sem fundamentação em seu discurso. 

Sergio Moro

@SF_Moro

Há lealdades maiores do que as pessoais.

Informações e privacidade no Twitter Ads

No sábado, horas antes do depoimento de Moro à PF, Bolsonaro também fez uso de rede social para chamar Moro de Judas. O presidente insinuou que o ex-ministro poderia ter interferido em um inquérito que investiga o atentado realizado por Adélio Bispo durante a eleição. No ocasião, pelo Facebook, Bolsonaro compartilhou um vídeo em que uma pessoa defende que Adélio, que esfaqueou Bolsonaro, não agiu sozinho.

As informações são do O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais posts de Brasil

E-mail: Jornal Liberdade,