Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

junho 17, 2021

Isadora Bringel e Khálida Trabulsi, de 7 e 3 anos de idade — © Arquivo pessoal

Escola onde estudavam vítimas de tragédia no Chile suspende aulas


As aulas na escola onde estudavam as duas crianças que foram vítimas de um deslizamento de uma rocha na capital do Chile foram suspensas na terça-feira (4/6).

A direção do Colégio Reis Magos, em Bacabal, a 240 km de São Luís, disse em nota que todo o corpo docente está extremamente abalado pela tragédia ocorrida na segunda-feira (3/6) na capital chilena, que resultou na morte das alunas, Isadora Pereira Bringel Carvalho e Khalida Carvalho Trabulsi Lisboa.

Leia a nota na íntegra:

A direção do Colégio Reis Magos e todo seu corpo docente, extremamente abalados pela tragédia ocorrida na tarde desta segunda-feira na capital chilena, que vitimou duas alunas, Isadora Pereira Bringel Carvalho, estudante do 2° Ano A e Khalida Carvalho Trabulsi Lisboa estudante do Infantil IV, vêm a publico se solidarizar com as famílias atingidas. Que em respeito às nossas alunas e aos seus pais e a todos de suas famílias, as aulas de amanhã, terça-feira, 04 de junho, estão suspensas. Retornando normalmente na quarta-feira, dia 05 de junho.

Mortes na Cordilheira dos Andes
Um deslizamento de rocha matou duas meninas brasileiras no Chile na segunda-feira. Khálida Trabulsi Lisboa, de 3 anos, e Isadora Bringel, de 7, morreram depois de serem atingidas por fragmentos da rocha, que se desprendeu de uma das montanhas nas imediações da barragem de El Yeso, um ponto turístico na Cordilheira dos Andes na região metropolitana de Santiago.

As famílias das duas meninas eram de Bacabal, no Maranhão, e foram ao Chile juntas em uma viagem de turismo. De acordo com familiares, todos saíram de Bacabal no dia 29 e retornariam na terça (4/6). Com informações do G1/MA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mais posts de Brasil

E-mail: Jornal Liberdade,