Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

Câmbio: Dólar R$ 3,82/ Euro R$ 4,35

junho 25, 2019

© Marcio Alves / Marcio Alves

Duas pessoas morrem e duas ficam feridas em desabamento de prédios na Muzema


Ao menos duas pessoas morreram e duas ficaram feridas no desabamento de dois prédios de seis andares na manhã desta sexta-feira na favela da Muzema, no Itanhangá, Zona Oeste do Rio. Equipes do quartel do Corpo do Bombeiros de Jacarepaguá estão no local, na Estrada de Jacarepaguá, 370, em busca de mais vítimas. Segundo a corporação, há 15 desaparecidos.

Moradores estão improvisando macas para ajudar a socorrer pessoas. De acordo com um morador, um homem, uma mulher e uma criança foram resgatados com vida. Segundo a prefeitura, as duas construções eram irregulares. A região é conhecida por ser comandada pela milícia.

Em entrevista ao Bom Dia Rio, uma moradora, identificada como Érica, afirmou que a mãe, Maria Silva de Abreu, estava em casa e pode estar embaixo dos escombros de um dos prédios.

Aqui, constroem sem parar, é uma poeirada sem fim. Só pensam em construir e vender, não importa as condições lamenta a moradora.

Um morador, de prenome Edvaldo, que morava no primeiro andar de um dos prédios há mais de um ano, disse que, quando ouviu o barulho do teto caindo, correu para a sala e conseguiu escapar.

Tudo desabou em cima de mim. Os vizinhos tiraram uma parede da frente, consegui sair pela sala. No desespero, você não quer mais chegar perto do prédio, quero ficar bem longe disso aí, disse Edvaldo.

Outro morador da região afirmou que a construção dos prédios são recentes. Segundo ele, os edifícios foram inaugurados há cerca de seis meses.

Os desabamentos aconteceram em uma área alta da comunidade, perto de uma zona de mata.

Um vídeo divulgado pelo aplicativo “Onde Tem Tiroteio – RJ” mostra o local logo após o desabamento dois dois prédios.

A comunidade Muzema foi uma das mais atingidas pelo temporal que atingiu o Rio de Janeiro. Até esta quinta-feira as ruas da região ainda estavam alagadas. O Rio encontra-se em estágio de alerta desde a última segunda-feira.

Em dezembro de 2016, reportagem do GLOBO mostrou que apartamentos com varanda gourmet e garagem com vagas cobertas eram vendidos por R$ 159 mil. Eram dezenas de edifícios novos, muitos irregulares e em construção. Em muitas áreas, algumas dominadas por milícias, a velha imagem de casas simples havia desaparecido. Enquanto se verticalizava, a paisagem na Muzema era de uma selva de pedra, de verdadeiras favelas de prédios.

Com informações do Bom Dia Rio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Brasil

E-mail: Jornal Liberdade,