Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

junho 3, 2020

Reprodução

Após acordo de delação, acusado de hackear Moro e Deltan deixa prisão


Após acordo de colaboração premiada, foi solto no início da tarde de quarta-feira (04/12) o estudande de direito Luiz Henrique Molição, de 19 anos, um dos presos na Operação Spoofing, deflagrada em julho, que investiga a invasão de celulares de autoridades da República incluindo procuradores da Lava Jato, como Deltan Dallagnol, e o ministro da Justiça, Sergio Moro.

O estudante deixou a prisão da Polícia Federal, em Brasília, usando tornozeleira eletrônica e vai continuar a responder o processo em liberdade.

Molição foi preso na segunda fase da Spoofing e teria participado pessoalmente de conversa com o jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept Brasil, referente à entrega dos conteúdos obtidos por meio das invasões. Ele tinha ligação com Walter Delgatti Neto, o “Vermelho”, que confessou ter hackeado autoridades e repassado o conteúdo a Greenwald.

A decisão de homologar a delação foi proferida na noite da segunda-feira (02/12) pelo juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília.

As informações são do R7.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Brasil

E-mail: Joshua Silva,