Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

junho 20, 2018

80% das mulheres não usam o tamanho mais indicado ao seu corpo

Encontre o sutiã perfeito em 6 passos


Iii-fitting é o termo usado no campo do vestuário para mal adaptado. O sutiã é provavelmente a peça de roupa em que o ill-fitting é mais comum, provavelmente pela errada ideia de que vestir o sutiã perfeito não faz muita diferença. Uma noção que muda rapidamente ao comprovar quão melhor cai um vestido específico ou mesmo a mais básica T-shirt, quando usada com o sutiã certo.

Madeline, estilista australiana de situãs, disse ao site More.com quais são os seis aspectos que devemos ter em conta para provar se qualquer sutiã é ou não indicado ao nosso peito. Seja na hora de comprar roupa interior ou para confirmar se aquele sutiã mega confortável deve ou não ser substituído, veja os seis passos que a vão fazer tirar o proveito máximo da sua roupa:

A zona central do sutiã toca na pele?

A resposta deve ser sim, contudo, é muito frequente que tal não aconteça o que significa que está usando um número menor do que deveria. O resultado? O sutiã aperta muito o peito em vez de suportá-lo com o apoio do externo e caixa torácica. Num sutiã que lhe sirva, a zona central deve tocar na pele, deixando o peito levantado e separado.

O sutiã faz o efeito quatro mamas?

Este passo é óbvio. Todas sabem que este aspecto significa que o sutiã fica pequeno, para sermos mais específicos, precisa de um tamanho maior. Contudo, ao experimentar o sutiã, nem sempre notamos este efeito. O truque passa por vestir uma T-shirt sobre o sutiã e veja se o formato da mama fica natural ou se nota algo estranho.

O mesmo acontece quando o peito está muito apertado e o peito sai por cima do tecido. Em certos casos (diga-se num desfile da Victoria’s Secret) até pode ficar elegante. Mas sejamos sinceras: o efeito sexy desaparece no segundo em que vestimos algo por cima do sutiã e vamos para a rotina diária.

O sutiã está enrugado e há espaço entre o sutiã e o peito?

…é sinal de que o sutiã é grande. Se o peito não deve sair pelo sutiã, também não deve ficar com muito espaço. A mama deve ficar toda envolta pelo sutiã e delimitada pelo aro. Tudo sem apertar, claro.

O sutiã cria o efeito de gordura nas costas?

Nem sempre associamos este aspecto ao situã, mas a ligação é direta e nem sempre significa que o número de sutiã é pequeno e por isso aperta as costas. Em alguns casos, tal significa que o número é maior que o que devia: a consequência é uma alça que, por estar larga, sobe ou desce com o movimento natural do corpo criando o aspecto de gordura acumulada nas costas.

Porque este passo pode não ser tão óbvio como os outros faça o teste: aperte o sutiã no fecho mais de fora (com o tempo, o tecido do sutiã desgasta-se e precisamos o apertar, por isso quando compra um sutiã, ele deve servi-lo no fecho mais de fora), coloque dois dedos entre o sutiã e as costas: se sentir que está apertado, precisará de um número acima.

Para eliminar qualquer dúvida, faça o teste número dois: com o sutiã que acha ser o seu número vestido, levante os braços, se a alça de trás subir, é possível que esteja usando um número acima do que deveria.

As alças do sutiã deixam marca ou caem-lhe dos ombros?

Não deve acontecer nenhum destes dois casos. Especialistas na área da lingerie apontam que as alças devem apenas fazer 10% do trabalho de suportar o peito e que a alça é responsável pelos restantes 90%. Se está apertando as alças para levantar o peito, significa que o sutiã está largo para criar suporte no peito. Por outro lado, se as alças se tornam largas e caem, significa que precisa as ajustar, sem nunca permitir que deixem marca.

O sutiã cria o efeito de gordura abaixo das axilas?

Se sim, está usando um sutiã pequeno, que obriga que parte do peito saia do sutiã. Além de ser desconfortável e de criar um aspecto pouco elegante, usar o tamanho errado de sutiã é prejudicial para a mama: se for muito apertado, pode danificar o tecido mamário, se for muito grande, não dá o devido suporte ao peito. É importante encontrar o sutiã certo para cada corpo. Para tal, Madeline refere que se atualize o número de sutiã a cada dois anos ou com um intervalo mais curto no caso de mulheres que mudaram de peso, estão grávidas ou foram mães há pouco tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Saúde

E-mail: Jornal Liberdade,