Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

Câmbio: Dólar R$ 4,072 – Euro R$ 4,804

setembro 21, 2018

© Tainá Morais

Homem é preso por estuprar mulher enquanto ela voltava de faculdade em Brasília (DF)


Um homem de 36 anos foi preso na última sexta-feira (15), suspeito de estuprar uma mulher, de 23 anos, no momento em que ela seguia para a estação do metrô, na 113 Sul, após deixar a faculdade. Depois de cometer o crime, o suspeito ainda levou o celular da vítima. O caso, segundo a delegada-chefe da Delegacia Especial de Atendimento a Mulher, Sandra Gomes, aconteceu em 20 de fevereiro.

Anteriormente, de acordo com Sandra, o criminoso já havia sido preso por estuprar uma criança de nove anos. Em outubro do último ano, porém, J.P.S. conseguiu progressão do regime e cumpria prisão domiciliar. “Durante as investigações, reunindo e cruzando informações, inclusive de registros anteriores, conseguimos elucidar outros dois casos um estupro tentado e outro consumado atribuídos a ele. E, com base no modus operandi praticado, um terceiro inquérito também está sendo apurado”, explicou a delegada.

Prisão

O agressor foi surpreendido em casa, no Núcleo Bandeirante. No local, policiais encontraram facas que ele utilizava para ameaçar e cometer os crimes no DF e Região Metropolitana.

No dia 20 de abril, o suspeito chegou a ser preso, e assim permaneceu enquanto as investigações continuavam. Em seguida, a delegada entrou, mais uma vez, com um pedido de prisão preventiva, a fim de evitar que o criminoso ficasse em liberdade. Sandra diz que “esta foi uma das investigações mais complexas já realizada”. “Foi uma investigação complicada. Já tínhamos os primeiros indícios de quem era o autor do crime, mas ele o cometeu em um matagal, ou seja, um local que não tinha câmeras de segurança. Foi difícil até para perícia. Nesse caso, precisávamos fechar o quebra-cabeça”, detalhou.

O acusado, de acordo com a delegada, costumava agir de forma violenta com as vítimas. “J.P.S. chegava por trás e encapuzava as vítimas com as vestimentas delas para dificultar o reconhecimento. Em seguida, ele praticava o crime”, informou. Após a prisão do autor, a estudante chegou a ir na delegacia, onde reconheceu o agressor.

Investigação

A Polícia Civil conseguiu chegar ao paradeiro do suspeito por meio do aparelho celular da vítima, roubado no dia do crime. Durante as investigações, a corporação realizou um rastreamento e identificou que, após a ação, J.P.S. repassou o aparelho para um comparsa. O rapaz, segundo a Polícia Civil, já estava preso por roubo e agora foi indiciado por receptação qualificada. Da redação, com informações do Jornal de Brasília.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Polícia

E-mail: Jornal Liberdade,