Go to ...

Jornal Liberdade

Últimas notícias do Brasil e do mundo

RSS Feed

junho 20, 2018

Aeroporto Internacional de Parnaíba, Prefeito Dr João Silva Filho. (© Divulgação)

Infraero pode impedir atuação de Bombeiros no Aeroporto de Parnaíba-PI


A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) poderá suspender as atividades da guarnição do Corpo de Bombeiros que faz patrulhamento no Aeroporto Internacional de Parnaíba, Prefeito Doutor João Silva Filho. O prefeito Mão Santa solicitou na quinta-feira (07) o apoio dos deputados Dr. Hélio e Heráclito Fortes para que intervenham nesse caso junto às esferas estaduais e federais.

Mão Santa foi informado do assunto pelo vereador e líder do Governo na Câmara, Carlson Pessoa, que foi recebido em audiência pelo prefeito, em seu gabinete na Fiepi. De acordo com o vereador, uma das consequências imediatas, caso este fato ocorra, será a suspensão de voos para o aeroporto local.

Essa decisão já foi comunicada à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Com a possibilidade, o prefeito pediu a interferência dos dois deputados junto a Wellington Dias, para que argumentem, junto à Infraero, com relação aos prejuízos que a cidade poderá ter, caso isso se confirme.

O superintendente do aeroporto de Parnaíba, Ezequiel Gomes, disse a reportagem na tarde do dia (07) que ainda estão ocorrendo tratativas nesse sentido. Segundo ele, há um normativo que desobriga aeroportos como do porte de Parnaíba de requerer o serviço contra incêndio. Ele cita as Resoluções 455/2017 e 279/2013 da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

“Hoje, pela legislação vigente, aeroportos que movimentem menos de 160 mil passageiros por ano estão desobrigados de ter o serviço contra incêndio. Isso é uma forma, inclusive, de levar a aviação a cidades pequenas do interior, porque uma das coisas que torna muito cara hoje a operação de um aeroporto é exatamente o serviço contra incêndio”, explicou.

Ezequiel Gomes disse que não se trata de nenhuma medida tomada espontaneamente pelo aeroporto de Parnaíba. Ele informa que ainda não recebeu resposta formal da Anac quanto ao caso e a previsão de início da suspensão.

O superintendente rebate a tese de que a suspensão das atividades dos bombeiros irá impactar no voos da cidade. Ele diz, ainda, que a providência possui adesão para acontecer.

“A Anac aceita, a Azul (companhia aérea), que opera aqui aceitou também operar mesmo sem os bombeiros. Eu conversei com a Anac e me disseram que esse pedido partiu da Azul porque ela quer operar em algumas localidades de interior, e como não tem bombeiro, ela não consegue entrar. Então, essa questão de suspender voos não é verdade, nunca foi”, afirmou. Da redação, com informações Vitor Fernandes do viagora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts de Brasil

E-mail: Jornal Liberdade,