Os motoristas e proprietários de micro-ônibus do transporte coletivo intermunicipal no litoral do Piauí interditaram a Rua Professor Amstein, centro de Parnaíba. O manifesto de insatisfação se iniciou na manhã de terça-feira (12/06) quando os condutores encontram placas informando que o local de estacionamento é para veículos particulares e que estavam obrigados a sair do local, segundo o motorista Luís Vieira, quando chegaram ao local que estava interditado. Disse ainda que os motoristas foram multados, fato que revoltou a categoria que não foi avisada da mudança e fecharam a rua.O estacionamento para o transporte intermunicipal fica próximo ao Mercado da Quarenta, no Bairro Mendonça Clarck, e a obra não está pronta. Os manifestantes, como Paulo Henrique, reclamam de que além da estrutura não concluída, o terminal fica em cima de uma fossa. A obra ainda em andamento não tem placa indicativa de licitação ou orçamento do serviço. Paulo Henrique reclama que estão forçando os motoristas a ir para o Terminal que não está concluído e considera o espaço inadequado.

Os manifestantes haviam desobstruído a via por pouco mais de quarenta minutos, pois tinham obtido a resposta de que o secretário da Secretaria de Transporte e Trânsito de Parnaíba se faria presente, fato que não aconteceu após o prazo acordado de meia hora, segundo os motoristas. Então interditaram novamente a via. Os profissionais foram informados de uma reunião para discutir a situação às 09h de terça-feira (19/06). O maior prejudicado é o cidadão que fica sem o transporte. Durante o manifesto e novamente interdição da rua, a Polícia Militar se fez presente para evitar outros transtornos. Os manifestantes fizeram corrente para impedir o tráfego de veículos. Da redação, com informações Daniel Santos do portal costa norte.